sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Nunca estamos sós

Ninguém anda sozinho, pois nossos guias, protetores e mentores sempre nos acompanham, também sabemos que Deus é onipresente. 
Então, nos momentos bons e nos nem tanto, se ver pudêssemos, ao olhar para o lado veríamos nossos amigos espirituais, aqueles que mais se afinizam conosco.
E não necessita crer na existência deles para que lá eles estejam. Já que não é nossa fé que os cria, nossa fé apenas facilita o contato.
Quem não crê, e também não vê essas presenças, em Deus ou nas entidades, tem a tendência a sentir-se só.
Quando eu falo em acreditar em Deus, não me refiro aquele Ser bíblico, tão somente, mas sim ao Criador que habita todas as Suas Criaturas e todas as Suas Criações. 
Resumindo: Nunca estamos só, mas só tem essa certeza quem nisso acredita.

Que Aruanda brilhe em sua aura.


Rafael Hernandes                      

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

REPOUSE EM VOCÊ

O que está rolando?
O que está aparecendo aí?
Você sempre sabe...sua natureza é pura consciência. Um saber espontâneo, sem esforço, fruto de uma inteligência, sem corpo ou forma está sempre presente. Nota isso... se dá conta disso, dessa "sua" real identidade...que não é "sua" ou "minha" por que não pode ser possuída, mas é a natureza de todas as formas, de todas as aparências sejam elas "externas", conhecidas como físicas, como as " internas", mais sutis. Essa consciência é a Mãe, a Fonte que permeia tudo... tudo vem dela e volta para ela...tudo aparece como manifestação espontânea, criativa dela e desaparece...nada permanece à não ser Ela, a Fonte. Tenta reconhecer isso... e nota o que é primário neste momento, em cada momento... Ao invés de julgar o que aparece, se identifica com esse "olho"...por agora...você já é isso... desfruta...tudo o mais é criação. Repousa o olhar nisso, por uns momentos... fica reconhecendo isso... desfrute desse reconhecimento aí... sem se identificar com o que está sendo visto, por mais familiar que seja...desfrute apenas desta real condição, desta natureza consciente, observadora...sem se ater a nenhuma paisagem... Curta, repouse, seja conscientemente o que já és.

Lisandro Ortiz

domingo, 5 de fevereiro de 2017

TU ÉS A FONTE

Queres paz? 
Queres Tu então...
Volta a atenção para Ti...para Isso que sabe deste momento... deixa o percebido dançar. O que sabe não está sendo afetado pela dança... distração é atenção na dança, que é instável, impermanente... atenção em Ti, nesse Eu Sou, nesse espaço consciente que tudo permeia, é atenção na paz estável do Ser que É...se reconheceres isso o que importa a aparência da dança? Deixa dança dançar... mantenha-se em silêncio e observa a dança...atento...é espontâneo... nada precisa ser feito...toda a idéia de fazer algo é a dança...relaxa em Ti...Ti sacias em Ti mesmo e não terás sede...Tu És a Fonte...o céu onde as nuvens aparecem e desaparecem...e jamais tocam.


Lisandro Ortiz

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Dia e Homenagem à Iemanjá

No dia 02 de fevereiro, comemoramos o Dia de N.S. dos Navegantes, no sincretismo de Mãe Iemanjá.
Rainha dos 7 Mares, mãe amorosa e preocupada com seus filhos. Utiliza suas águas (salgadas) para purificar a todos que nelas se banham, e o eterno movimento marinho causa um filtro energético em todo o planeta.
Em nossa Tenda, cantamos um ponto que fizemos em homenagem à Sra. Iemanjá:

"Vou botar o meu barquinho,
 para as ondas do mar levar;
 Com perfume e espelhinho,
 pra Rainha do Mar.

 Vou botar o meu barquinho,
 para as ondas do mar levar;
 Com perfume e espelhinho,
pra Rainha do Mar.

Odociá Rainha do Mar.
Odociá é a Mãe Iemanjá."

Que mãe Iemanjá purifique sua vida.

Rafael Hernandes


segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Aruanda Ecumênica

Aruanda não é um local fixo, muito estudiosos afirmam que Aruanda é a única Colônia Espiritual "itinerante", pois ela vaga pelas dimensões, deslocando-se para onde é importante a sua atividade.
Por ser de uma energia leve e desprendida do plano físico, Aruanda consegue abranger energeticamente maior área física, e também, consegue transmutar maior quantidade de energia, beneficiando um maior número de seres.
Não pode-se considerar Aruanda como se fosse o céu, pois os espíritos que lá habitam, são assim como nós, espíritos em evolução. Já o céu seria para quem já alcançou o máximo nível evolutivo.
Mas com certeza Eles já estão mais adiantados que nós.
Um detalhe importante de se lembrar é que, em Aruanda, não existem apenas espíritos atuantes nas Sagradas Linhas da Umbanda, aliás, não tem sequer um espírito Umbandista.
Pois como já vimos logo acima, Aruanda é uma Colônia Espiritual desprendida do plano físico, logo, é uma Colônia onde os habitantes são desligados dos nossos conceitos e paixões (pode-se perceber em alguns conselhos que recebemos de nossos Guias), por essas e outras afinidades se aproximam e "vivem" em comunidade.

Que a energia de Aruanda vos abasteça de bons fluidos.

Rafael Hernandes

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Hino de arrepiar

Acredito que uma das coisas que mais arrepiam e emocionam, nos Sagrados Rituais da Umbanda, é o momento em que se canta o Hino.
Quando bem cantado, com o coração e a alma, ele provoca um sentimento se paz e euforia ao mesmo tempo. Ele é o que dita qual o nível vibracional de a Tenda alcançará naquela Sessão Caritativa.
A própria letra do Hino é algo fantástica, conta como é que alguém, que ama e entende a Umbanda a vê.
Enfim, o nosso Sagrado Hino, deve ser cantado no rítmo do coração.

Que a Luz de Aruanda reflita em vossos caminhos.

Rafael Hernandes

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Exu e sua apresentação






Muitos criticam, acusam e renegam o Povo de Exu. Mas aprendemos com Eles que não importa como nos apresentamos, o que importa é a mensagem que transmitimos.
Aqui, Sr. Caveira das Almas, Exu Chefe de nossa TAEPO, grande amigo e companheiro. Que nos ensina todas vezes que se apresenta em Terra. Não só com suas sábias palavras, mas também, com sua postura, sua conduta e todo o ambiente que Ele cria ao seu redor.
Obrigado Umbanda por nos permitir ter contato com entidades tão evoluídas, como essa.
Obrigado Sr. Caveira das Almas, por estar presente em nosso caminho e por ensinar-nos a caminhar por caminhos, muitas vezes, difíceis com um sorriso no rosto.