quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Tendas e Terreiros de Umbanda

Para muitos as Tendas e Terreiros de Umbanda são simplesmente um lugar para ir quando não se tem muito o que fazer, para outros é um lugar onde se vai quando se esta precisando de algo, e ainda tem aqueles que vão por ir.
Apenas quem vive a essência da Umbanda, quem segue a Umbanda como a sua religião e absorve seus valores e conhecimentos, sabe o verdadeiro sentido desta magnífica religião. Quem bebe desta água, se apaixona.
Tendas e Terreiros de Umbanda não são escolas, mas são locais de aprendizado; não são hospitais, mas são locais de cura; não são clubes, mas são locais de encontro de amigos; não são igrejas, mas são locais onde à religião e religiosidade. Enfim, Tendas e Terreiros de Umbanda devem ser respeitados.
As Tendas e Terreiros de Umbanda  são pedacinhos de Aruanda na Terra, desde que sigam a Doutrina de Pai Oxalá em sua filosofia.

Salve à todos os irmãos.

Rafael Hernandes

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Essencialmente Umbanda

Quando a Umbanda nos foi apresentada pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas, em novembro de 1908. Ele apresentou, durante todo o seu trabalho, os mais variados rituais que deveriam ser seguidos por todos os trabalhadores das Sagradas Linhas.
E como Ele mesmo previu, a Umbanda cresceu como uma arvore frondosa, se espalhou. Mas infelizmente muita coisa se perdeu, conceitos, filosofias, ritualísticas, simplicidade, e mais tantos outros pontos da nossa amada religião.
Hoje, passado mais de século do início dos trabalhos da Sagrada Umbanda, encontramos muitas Umbandas, muita diversidade, porem infelizmente, muito da essência se perdeu pelo caminho. Alguns de outros valores foram acrescidos, em detrimento de outros.
Vejo que nossa obrigação, como umbandistas é compreender que, assim como a árvore frondosa tem milhares, se não milhões, de folhas e nenhuma é exatamente igual a outra, todas tem as suas origens, são alimentadas e alimentam a mesma raiz.
Qualquer ´´tipo`` de Umbanda tem que beber da mesma fonte e seguir os mesmos princípios e ter a mesma essência.
Não podemos inventar, criar sobre essa essência,pois ela foi nos dada pela Alta Espiritualidade.
E qual é a essência da Umbanda?
Para responder utilizarei frases dos icônicos Caboclos de Umbanda.
´´A Umbanda é a manifestação do espirito para a Caridade.``
(Caboclo das Sete Encruzilhadas)
e
´´A Umbanda é coisa séria para gente séria.``
(Caboclo Mirim)

Rafael Hernandes

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Pecado é questão de conduta

Muita gente teme os pecados, pois eles seriam o caminho e a porta de entrada para o inferno. Porem, nós Umbandistas não cremos na existência do inferno.
Então qual seria a visão doutrinaria sobre os pecados.
Devemos acreditar que os pecados, assim como os mandamentos, servem como uma bússola, norteando nossos passos por um caminho ético e evolutivo.
Pois se não acreditamos na existência do inferno eterno, mas sim, no umbral purificador. Não há motivos para esse temor de fervermos eternamente no fogo infernal.
Com certeza a nossa conduta deve ser ética e respeitosa, para conosco mesmo e com nossos irmãos. Para não perdemos tempo nos lodaçais umbralinos.
Deus supremo em sua misericórdia, não deixaria qualquer de seus filhos, sua criações, no sofrimento eterno.



Rafael Hernandes

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Razão das demandas

Vamos tentar resumir as demandas espirituais.
As demandas espirituais são processos divinos, postos nos caminhos dos filhos de Deus para provocar e confirmar o grau evolutivo dos mesmos.
Quem inicia essa demanda, de modo em geral já esta demonstra toda a sua incapacidade de amar ao próximo, definindo assim sua mediocridade evolutiva. E quando falo em quem inicia essas demandas, me refiro aquelas pessoas que realizam os mais variados tipos de trabalhos espirituais. Desde uma simples simpatia para segurar o namorado, aos mais nefastos trabalhos de magia negra e vudu.
Os alvos deste detestáveis trabalhos, tem nestas demandas a oportunidade de provar o quão imunes estão de baixa energia, e da baixa magia.
De acordo com a conduta destes irmãos, o feitiço pode fazer-se atuante, interferindo no dia-a-dia das pessoas alcançando o resultado esperado, prejudicando-a. Ou esta magia não produz o resultado, ou afeta muito pouco. Dependendo da conduta moral e do merecimento de quem recebe essa energia.
Por isso afirmo que é importante cuidar da sua própria moral, para a baixa, ou negativa, energia não consiga efetuar essa simbiose magnética.



Rafael Hernandes

sábado, 30 de julho de 2016

Lúcifer, o portador da Luz

Lúcifer, O Portador da Luz, o mais belo Arcanjo. Que teria sido expulso do céu, por orgulho e inveja. Que teria querido assumir a posição de Deus, o Incriado, nada mais é do que um ser de alta evolução que assume o papel de opositor, para que essa função tenha uma personificação.
Lúcifer realiza um trabalho importantíssimo na evolução planetária. Pois além de assumir uma função, um papel que ninguém se propôs a assumir, ele provoca nas pessoas os seus mais animalescos instintos. Nos dando a oportunidade de mostrarmos para nós mesmos, e para Deus, que somos mais do que um conjuntos de instintos e que podemos evoluir cada vez mais.



Rafael Hernandes

quinta-feira, 28 de julho de 2016

As cores nos rituais de Umbanda

Cada segmento da Umbanda Religião tem a sua própria doutrina e seus próprios dogmas, assim como o sincretismo por exemplo.

Branco é Oxalá.
O vermelho pode ser Iansã ou Ogum, que também pode ser vermelho e verde.
Oxóssi é verde, mas já vi representado por verde e vermelho.
Azul é Iemanjá, mas o azul com branco também é utilizado.
Já vi, também, azul para Mamãe Oxum, que normalmente é amarelo ou dourado.
Xangô é marrom.
Cosme rosa com azul e branco. E pretos Velhos branco e preto.
Todos os Exus e pombas-gira respondem no vermelho e preto. Pombas-gira, também pode ser só o vermelho. Mas o "Povo de Almas" prefere o preto e branco.
O roxo da Sra. Maria Molambo também representa o luto. Tanto que quando a Tenda esta de luto, pequenas fitas roxas são espalhadas pelo Congá.

Enfim, não há uma receita de bolo, pois mais importante que as cores que desfilam em nossa Amada Umbanda, é a fé e o amor que carregamos e distribuímos aos nossos irmãos em Deus.


Rafael Hernandes

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Demanda x Evolução

É fato que Deus não se envolve, e nem toma partido, nas demandas espirituais. Creio que poucos são os que param para pensar e refletir sobre o assunto.
Demanda é coisa de baixa evolução, no máximo, de um nível intermediário evolutivo.
Tanto quem provoca a demanda, ou que a responde, são seres que ainda precisam trilhar muito o caminho da ciência e da moral.
Deus ta fora disso, e de fora Ele apenas observa seus filhos amados, com a certeza de que nem começamos a engatinhar, no caminhar evolutivo.
Precisamos avaliar nossas condutas, nossos posicionamentos e nossas realidades. E entendermos que seres evoluídos não demandam. Apenas existem.


Rafael Hernandes